Mãe Carmem

              Sociedade Ylê Axé Oyá Mesi

 

Home Mãe Carmem Festejos Reportagens Localização Fotos Contato        
 

 

 

 

 

 

 

 

 

MÃE CARMEM PODE AJUDAR  
 

 

 
   
  Ebós para todas as finalidades. entre em contato e tenha o que deseja com a ajuda segura e responsável de Mãe Carmem.  
     
    MÃE CARMEM QUER SABER:

Como você chegou ao nosso site?
Indicação de Amigo
Site de busca (Google, Cadê)
Anúncios
Outros
Votar
resultado parcial...

 
 
 

 

 

HISTÓRICO RELIGIOSO DE MÃE CARMEM

 

Aos sete anos de idade, na casa de sua falecida mãe, quando na reunião de caboclo Pena Dourada, no bairro de Fazenda Grande do Retiro (Salvador Bahia), foi incorporada por Oxum e por Oxossi pela Primeira vez.

 

Aos 31 anos de idade, atendendo a convite para comparecer a uma festa no terreiro Omin Dé, do babalorixá Antonio Celestino Pereira, filiado à FECAB (Federação Baiana do Culto Afro Brasileiro) sob o número de matrícula 456, terreiro localizado à Rua Conselheiro Zacarias 61, casa nº 11, no bairro dos Mares (Salvador, Bahia), bolou e foi recolhida no dia 01/08/1978. Foi raspada de Iansã Balé (conforme declaração reconhecida firma no Cartório do 4º Ofício de Notas em 17/10/1995).

 

Com obrigações de 01,03 em dias, recebi o Deká (Cargo; espécie de diploma que reconhece o filho de santo como babalorixá ou ialorixá). No ano de 1994, fiz obrigação de 14 anos e, confirmei minha filha, de nove anos de idade Cristielle França dos Santos para ekede de Iansã, em 14/05/1994.

 

Histórico do terreiro Ilê Axé Oyá Mesi

 

No ano de 1994, consegui um imóvel de 120m de área, através de um financiamento da Caixa Econômica Federal, No Condomínio Recanto da Lagoa, Rua conceição do Jacuípe nº 07, no bairro de Fazenda Coutos (Salvador, Bahia). Ampliei e construí um pequeno barracão, no qual atendia as pessoas que precisavam e procuravam por mim.

 

Em 21 de setembro de 1996, inaugurei oficialmente meu pequeno barracão, com festa para Iansã. Na ocasião, foram suspensos para ekede Helena Michele Barbosa Melo e para ogã, Wesley França dos Santos. Em outubro do mesmo ano, comprei a posse do imóvel nº 05, vizinho a minha atual residência. Construí um novo barracão, ampliando a roça e os outros espaços, como o quarto de ifá, Oxalá e de Oyá. O novo barracão foi reinaugurado em 14 de dezembro de 1996, com festa de Oyá e confirmação de Ogã e Ekede, suspensos em setembro do mesmo ano.

Desde então, o Ile Axé Oyá Mesi tem servido como alicerce à comunidade local, nacional e até internacional, tendo sido consagrado com o top of mind, como referência publico em ética e responsabilidade.

 
Voltar

 

 
Ylê Axé Oyá Mesi © Todos os direitos reservados.
1