Mãe Carmem

              Sociedade Ylê Axé Oyá Mesi

 

Home Mãe Carmem Festejos Reportagens Localização Fotos Contato        
 

 

 

 

 

 

 

 

 

MÃE CARMEM PODE AJUDAR  
 

 

 
   
  Ebós para todas as finalidades. entre em contato e tenha o que deseja com a ajuda segura e responsável de Mãe Carmem.  
     
    MÃE CARMEM QUER SABER:

Como você chegou ao nosso site?
Indicação de Amigo
Site de busca (Google, Cadê)
Anúncios
Outros
Votar
resultado parcial...

 
 
 

 

 

NOS BRAÇOS DE XANGÔ

PROCESSO

A partir de então Jussara ficou reclusa durante 12 dias, sendo exceção por conta do seu orixá bem como para obaluaê (14 dias). Para os demais orixás é necessária a reclusão de 17 dias no roncó,seguindo uma cronologia própria. Esse tempo será dedicado  ao aprendizado de normas da religião e a realização das obrigações. A delimitação de espaço e tempo no interior de um quarto sem janelas e  constantemente de porta fechadas,mobiliado somente por algumas esteiras,  representa bem este instante de mudança, diferenciando a  vida de um não iniciado e um filho- de- santo, adoxú ou iaô, mulher do orixá, aquele que pode ser possuído  pelo orixá.

O acesso a este local é completamente ocluso aos não- iniciados, mantendo assim o mistério da religião. Entrar neste quarto para presenciar os ritos de iniciação e os fundamentos que permeiam este momento é confiado aos “pais pequenos” ou “mães pequenas”, espécie de padrinhos e madrinhas que ajudarão os iaôs durante este período e a outros  iniciados que  poderão, de alguma forma, contribuir para a purificação do noviço.

Definir este momento através de palavras parece impossível aos iniciados  mas somente através das mutações que tivera na vida. O estado de entorpecimento em que se encontra o iniciado durante estes dias de reclusão é interrompido por períodos de possessão,  seguidos de um outro, de caráter menos vidente, chamado estado de erê. O comportamento do iaô toma uma forma infantil e incoerente, deixando de lado qualquer característica que lembre sua antiga identidade. Os dois estados oscilam-se de acordo com as exigências do ritual. O erê, por sua vez, permite ao noviço momentos de relaxamento e de repouso e a retomada de algumas funções fisiológicas interrompidas durante o transe do orixá.  Através dele, é possível  também a ingestão de alimentos, deglutição e digestão, assegurando a nutrição com os alimentos próprios da religião, diferenciando completamente  a alimentação da habitual. “Quando voltei a mim estava uns dez quilos mais gorda. Meu erê comia muito.”

Para quem estava órfã, Jussara passou do estágio de colega, Jussara para ser  filha de dona Carmem, conseguindo finalmente o alicerce que tanto precisava, recebendo durante a  iniciação,um novo nome do qual  orgulha-se. Guibonan (filha da justiça) é como a chamam dentro do terreiro, fazendo-a esquecer por alguns instantes o seu  nome de batismo católico. Além disso Jussara, através do erê, aprendeu o nome dos objetos, as normas da religião e a postura que deveria adotar a partir de então.

Leia mais:

NOS BRAÇOS DE XANGÔ

SENSAÇÕES

PROCESSO

INICIAÇÃO

 

 
Voltar

 

 
Ylê Axé Oyá Mesi © Todos os direitos reservados.
1